Demanda de matérias Primas

Para que serve?

Vamos imaginar que hoje você feche uma venda com alguns clientes de um número X de peças, você sabe informar o tempo previsto de entrega dos produtos? Você sabe dizer quanto precisa comprar ou produzir de insumos? Você consegue prever quanto irá gastar com facções?

Todas essas perguntas sem respostas levam a atrasos de entrega, custos mal calculados, falta de insumos etc.

A demanda de matéria prima ou explosão de materiais visa responder esta e outras perguntar pertinentes aos processos e seus detalhamentos.

Como funciona?

A demanda de matéria prima calcula e centraliza todos os setores envolvidos aos insumos, adicionando no calculo os pedidos de compras em aberto, as ordens de corte reservadas em aberto e a necessidade calculada no momento. Com todas essas variáveis o sistema lhe dá o futuro resultado de estoque de seus insumos lhe dizendo se irá sobrar ou faltar determinado material.

Demanda de Produção RZ

Engenharia do produto:

Antes de mais nada para a informação calculada pela demanda de matéria prima ser confiável deve-se garantir que toda a engenharia de seu produto (Ficha técnica, roteiros de produção, valores de mão de obra, etc) estejam bem configurados e alinhados com sua realidade.

Ficha Técnica RZ

Consequências da Demanda de Matéria Prima:

Com os resultados em tela, você consegue deste mesmo módulo já gerar os pedidos de compra apenas das necessidades, levando em consideração unidades de compra e quantidades mínimas por fornecedor. Consegue saber também o futuro valor a pagar para seus fornecedores e facções.

Conclusão:

Portanto o módulo de demanda de matéria prima é um grande aliado ao planejamento de produção. Conseguindo lhe ajudar a tomar decisões e prever muitas coisas antes de acontecer. Lhe dando vantagem aos concorrentes no mercado, pois desta maneira você terá menos desperdícios e consequentemente enxugando os custos e fidelizando seus clientes por não atrasar suas entregas.

Video sobre demanda de matérias primas

Veja este vídeo abaixo demostrando de maneira sintética a demanda de matérias primas e explosão de materiais